PEC32: Modelo de e-mail a ser envido aos deputados

Senhor(a) deputado(a),

Nós, servidores públicos, somos responsáveis pela execução direta das políticas públicas neste país, e a dimensão da importância do nosso trabalho ficou evidenciada nos momentos mais dramáticos da pandemia de Covid19 – que ainda atravessamos.

Mesmo diante do reconhecimento de boa parte de nossa população ante esse fato, temos sido alvo constante de medidas que visam ao enfraquecimento não apenas de nossas carreiras, mas da própria prestação do serviço, nas esferas federal, estadual e/ou municipal, nos órgãos do Executivo, do Legislativo e do Judiciário.

É patente, V. Ex.ª, que o discurso de privilégios não nos cabe, não cabe à maioria dos funcionários públicos deste país, como é do Vosso conhecimento.

Ainda assim, é sobre essa falácia que se assentam verdadeiros atentados não apenas contra nossos parcos direitos, mas sobre o serviço que prestamos à nossa população. É em razão de mentiras como essa, repetidas como se verdades fossem, que presenciamos, ainda que não sem resistência, a derrocada do Orçamento Público com a Emenda 95, além da aprovação de medidas como a reforma da previdência, e agora estamos sob a mira de uma proposta que, ao contrário do que é propagado, não ataca privilégios, mas fere de morte as carreiras de quem está na linha de frente do atendimento à população nas mais diversas áreas – a chamada PEC32, da reforma administrativa.

Cumpre-nos alertar que não é sacrificando o serviço público prestado à população, aprovando uma matéria que fragiliza imensamente  o atendimento, com a tentativa de adoção de uma medida que, como também deve ser de seu conhecimento,  não traz economia aos cofres públicos, que iremos resolver problemas oriundos, entre outros fatores, da corrupção (que a própria PEC32 pode favorecer com as modalidades de contratação que permitirá) e da drenagem de recursos através de uma dívida pública não auditada (como ordena nossa Constituição) e que gera prejuízos para toda a Nação.

Assim, respeitosamente reivindicamos que Vossa Excelência se digne a votar NÃO à Proposta de Emenda Constitucional N.32, que logo deve ir ao Plenário desta Casa Legislativa.

Estamos atuando fortemente para alertar não apenas seus pares quanto aos danos que a adoção de tal medida pode gerar para nossa população, mas temos de igual e incansável modo comunicado à população sobre a ameaça que paira sobre todos nós.

Sendo assim, cumpre-nos também comunicar que, a esta altura da tramitação da PEC32, com a pressão do Executivo sobre o Parlamento para que aprove tal medida, estamos adotando como mote de nossa campanha a máxima QUEM VOTAR NÃO VOTA, registrando que levaremos ao conhecimento da sociedade os nomes de quem votou contra seus direitos, na tentativa de evitar que agentes que se posicionam contra a população permaneçam no Parlamento ou em outras instâncias de poder.

Dessa forma, reiteramos nossa solicitação de posicionamento contrário à Proposta de Emenda Constitucional 32, na esperança de que V. Ex.ª compartilhe conosco da preocupação em torno da defesa dos serviços públicos.

Vote #ContraAPEC32!