Resistência e Solidariedade: confira atividades deste Primeiro de Maio dos Trabalhadores

Nossa classe mantém a tradição da luta e da resistência, especialmente neste momento em que mais de 400 mil pessoas foram criminosamente vítimas da pandemia do coronavírus no país e a fome assola os que mais precisam.

Assim, uma forma de celebrar uma de nossas datas mais importantes é exercendo nossa solidariedade.

“Em mais uma ano de pandemia, tão desafiador para o povo brasileiro, a melhor maneira de comemorar o 1º de Maio é com solidariedade. A luta é em defesa dos empregos, dos direitos, mas acima de tudo da dignidade e da vida. Por isso, entidades e movimentos se reuniram para promover a Campanha Comida Para Quem Tem Fome, que é permanente, mas tem sua etapa de lançamento em comemoração ao Dia do Trabalhador e da Trabalhadora”, conta Simone Silva (MST), uma das coordenadoras da Campanha, que promove o 1º de Maio Solidário, com distribuição de alimentos para pessoas em situação de vulnerabilidade social neste sábado, Dia do Trabalhador/a.

Antes da distribuição, representantes dos movimentos e entidades que participam – Sintrajufe/MA entre eles – irão se concentrar às 10h da manhã no Solar Cultural da Terra (Rua Rio Branco, 420, Centro – Próximo à Deodoro), para Ato Simbólico do Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, com saída do local para entrega das cestas arrecadadas. Todos e todas estão que puderem estão convidados a participar, desde que sigam todas as normas de segurança sanitária exigidas atualmente.

Campanha segue, e todos e todas podem participar

Após o Primeiro de Maio, a Campanha Comida Para Quem Tem Fome continua ao longo do mês. Para contribuir com a ação solidária, qualquer pessoa pode doar a partir de 1 kg de alimento não perecível ou qualquer quantia em dinheiro. Tudo que for arrecadado será revertido em cestas para grupos e comunidades em situação de vulnerabilidade.

As doações em alimento devem ser entregues no posto central de coleta que funciona no Solar Cultural da Terra e as doações em dinheiro podem ser realizadas através de depósito ou transferência para Banco do Brasil – Agência: 2972-6  / Conta Corrente: 14.220-4, em nome da Cooperativa Central de Reforma Agrária no Estado do Maranhão – CCA-MA – CNPJ: 03.074.764.0001/10, ou ainda através de PIX: CHAVE PIX CELULAR: 98991051658.

Nesta sexta-feira, último dia de abril, a servidora aposentada do TRT Maranhão e Coordenadora do Sintrajufe, Terezinha Souza, com apoio do Sindicato e de vários amigos e conhecidos a quem ela apresentou a campanha, realizou a entrega, no Solar Cultural da Terra, de cerca de 350kg de alimentos para a Campanha, além de outras doações que vêm sendo feitas por servidores de nossa base. Quem ainda não participou, pode fazê-lo a qualquer tempo.

Resistir, Resistir e Resistir!

Além da ação prática da solidariedade, nossa data também será marcada pela luta efetiva em defesa de nossos direitos.

A partir das 11h da manhã, os canais da CSP-Conlutas e da Intersindical apresentam conjuntamente, no Instagram e no Facebook (basta procurar pelas entidades e também segui-las para não perder a hora), atividade unificada marcando o Primeiro de Maio e a nossa resistência exigindo Vacina, Emprego, Pão e respeito aos nossos direitos e aos serviços públicos e sua universalidade e a dignidade de seus trabalhadores em todas as esferas.

As atividades seguirão até às 13h de modo virtual, engajando trabalhadores de todas os setores em todo o país. Nossa participação, nesse momento de luta contra a reforma administrativa, é imprescindível!

Terezinha Souza, da diretoria do Sindicato, faz entrega de doações no Solar Cultural da Terra Maria Firmina dos Reis, no Centro de São Luís, que segue recebendo fisicamente ou por depósito ou PIX
Manifestação Virtual do Dia do Trabalhador neste sábado: participe!