Pauta Nacional

Fenajufe repudia ataques de Bolsonaro à Justiça Eleitoral e a seus servidores sem qualquer embasamento

A Fenajufe – Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União – à qual o SINTRAJUFE MARANHÃO é filiado, publicou, na última sexta-feira em seus canais de comunicação, NOTA DE REPÚDIO contra os últimos ataques desferidos por Jair Bolsonaro ao sistema eleitoral do país, ameaçando postura golpista semelhante às graves ocorrências da última semana nos Estados Unidos.

Segundo o atual presidente, há fraude nas eleições, mesmo tendo saído vencedor no último pleito presidencial (sobre o qual pesam, enfim, robustas suspeitas de manipulação de redes sociais por ele, sua família e aliados, com uso em massa de disseminação de fakenews com o objetivo de interferir no pleito).

Confira a Nota da Federação (atualizada pelo Sintrajufe):

Fenajufe – Nota

 

A Fenajufe – Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União – vem a público REPUDIAR o mais recente ataque de Jair Bolsonaro às eleições no Brasil. De acordo com Bolsonaro, que já venceu seis votações no País com urna eletrônica, “existe fraude”.

A declaração foi dada a apoiadores na manhã do último dia 7/1, na saída do Palácio do Alvorada, ao ser questionado sobre a invasão ao Capitólio por extremistas pró-Trump, que derrotado nas eleições americanas, incitou uma turba contra o congresso americano para evitar a homologação da vitória do democrata Joe Biden.

“E aqui no Brasil, se tivermos o voto eletrônico em 22, vai ser a mesma coisa”, ameaça Bolsonaro.

É lamentável que o presidente continue nesta sanha contra a Justiça Eleitoral, que aliás, contou com atuação exemplar de 21,6 mil servidores públicos nas eleições municipais de 2020 que garantiram lisura e democracia na realização do pleito.

Já é sabido que desde que assumiu o poder, Bolsonaro tenta deslegitimar o processo eleitoral com as urnas eletrônicas sem apresentar nenhuma prova do que menciona. Assim como Trump, que após revés nas eleições americanas, alegou fraude. Possibilidade prontamente descartada pelas autoridades norte-americanas após recontagem e validação dos votos pelo colégio eleitoral. Cabe destacar, neste ponto, que existe o voto impresso nos Estados Unidos.

Jair Bolsonaro insiste na tese de fraude em 2018 tendo vencido as eleições, o que dirá se perder em 2022? Incitará, como Trump, uma turba de extremistas contra o Congresso Nacional? Contra o Tribunal Superior Eleitoral? Contra o Supremo Tribunal Federal, alvo de bolsonaristas desde o início do mandato?

Checagem do portal Aos Fatos publicada no início do ano aponta que Bolsonaro deu 2.187 declarações falsas ou distorcidas em discursos, entrevistas, postagens nas redes e encontros com apoiadores, o que representa três declarações falsas ou distorcidas por dia.

Enquanto o presidente fomenta seus devaneios, o Brasil atingiu, nesta sexta-feira (8), a dolorosa marca de 200 mil mortes e quase 8 milhões de casos confirmados de Covid19 sem a clareza de um plano nacional de vacinação que garanta vacina gratuita a toda a sociedade brasileira.

A Fenajufe, portanto, repudia veementemente esse tipo de ataque à Justiça Eleitoral e condena o obscurantismo propagado diariamente pelo mandatário da República provocando, continuamente, desordem e desinformação.

 

Brasília-DF, 8 de janeiro de 2021.

AQUI, a Nota no site da Federação