#30M: após atos pela educação, agora é preparar a greve geral!

Destaque Pauta Nacional

Servidores e sindicato participaram ativamente das atividades deste Segundo Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação Pública em São Luís.

Pela manhã, houve distribuição das cartilhas do Sintrajufe sobre a contrarreforma da Previdência na Praça Deodoro, durante as exposições da programação Ciência na Rua, parte das atividades do #30M (como ficaram marcadas as mobilizações desta quinta-feira no país).

A Praça contou com exposições de pesquisas científicas desenvolvidas nas escolas da rede pública, das universidades e institutos públicos do Maranhão, além de terem sido oferecidos serviços à população, como orientação psicológica, serviços básicos de saúde, entre outros. Também foram coletadas muitas assinaturas para o abaixo-assinado contra a reforma da Previdência.

À tarde, uma gigantesca passeata tomou as ruas do centro de São Luís, comandada por estudantes e docentes em defesa da Educação Pública e contra os cortes de aproximadamente um terço das verbas de custeio das instituições, o que pode inviabilizar o funcionamento de estabelecimentos como UFMA e IFMA já no segundo semestre deste ano. A base da categoria se fez representar, empunhando uma faixa alertando contra a reforma da Previdência.

Durante o ato, Saulo Arcangeli, da coordenação do Sintrajufe, conclamou a manutenção da aliança entre estudantes e trabalhadores para a greve geral de 14 de junho. “No dia 14 de junho nós vamos unificar estudantes, operários, todos os trabalhadores. Nós não vamos sair das ruas. Estudante e trabalhador unidos para a greve geral dia 14 de junho”, chamou. Veja a seguir imagens dessa data e o vídeo da convocação e participe da luta em defesa de seus direitos!

Durante o #30M em São Luís, Saulo Arcangeli, da coordenação do Sintrajufe, faz o chamado para a greve geral de 14 de junho para barrar a contrarreforma da previdência

Publicado por Sintrajufe Maranhão em Sexta-feira, 31 de maio de 2019