10º Congrejufe: acompanhe últimas deliberações

Pauta Nacional

Encerrado na última quarta-feira, o 10º Congresso Nacional da Fenajufe discutiu uma pauta afinada com a atual conjuntura, sem deixar de lado questões específicas pertinentes da categoria.

Nesse ponto, foram tratados as ataques do governo aos órgãos da Justiça e do Ministério Público, as contrarreformas da Previdência e Trabalhista, teletrabalho, inteligência artificial, entre outros assuntos (veja AQUI).

Nos momentos finais, tomaram posse a nova Diretoria Executiva e os novos conselheiros fiscais da Fenajufe

Os três coordenadores gerais definidos pelas chapas mais votadas foram José Aristéia, Cristiano Moreira e Costa Neto.

As demais coordenações da Fenajufe serão integradas por Ronaldo das Virgens, Fernando Freitas, Thiago Duarte, Engelberg Belém, Isaac Lima, Leopoldo Lima, Roniel Andrade, Roberto Policarpo, Elcimara Souza, Epitácio Nascimento, Lucena Martins, Erlon Sampaio, Edson Borowski e Ramiro Lopes, todos titulares. Os suplentes são Luís Cláudio Correia, Fabiano dos Santos, Ranulfo Filho, Juscileide Maria Kliemaschewsk Rondon, Charles Bruxel e Evilázio Dantas.

Para o Conselho Fiscal, os titulares são Paula Drumond, Edmilton Gomes e Maria Ires Lacerda. Como suplentes ficaram José Ribamar, Alexandre Magnus e Aline de Sousa Dias.

Plenária Nacional

O Congresso aprovou ainda a cidade de Belém do Pará como sede da próxima Plenária Nacional, outro fórum importante da categoria: a ela compete, por exemplo, deliberar sobre quaisquer matérias que, por determinação do Congresso, lhe forem atribuídas, além de implementar as deliberações do Congresso. A data da Plenária será posteriormente divulgada.

Racismo

Em respeito aos princípios de sua organização, durante o Congresso um delegado chegou a ser expulso por manifestações racistas durante o fórum.

O motivo foi a exposição de símbolo utilizado pelo Movimento de Supremacia Branca norte-americana na estampa da camiseta usada pelo participante, servidor do Ministério Público Federal do DF (MPDFT), que deverá ressarcir a Federação pelas despesas, o que foi deliberado pelos Delegado(a)s, por ampla maioria.

Pela proposta aprovada, a Diretoria Executiva da Federação também analisará as providências cabíveis quanto a medidas judiciais, nas esferas criminais, cíveis e administrativas, pela exposição do símbolo, a partir do entendimento do plenário, que este fere deliberações de instâncias da Federação, bem como direitos e garantias fundamentais previstos na Constituição Federal.

Durante as falas, participantes enfatizaram a importância da inclusão em pauta e discussão sobre as questões raciais durante a realização dos Congressos da Fenajufe. Outros pronunciamentos foram no sentido de que o delegado do Distrito Federal sempre causa divergências por apresentar manifestações racistas e contra os pleitos da categoria.

Diante das decisões do Congresso, o crachá do delegado foi imediatamente inutilizado como garantia da exclusão do 10º Congrejufe.

Sintrajufe, com informações da Fenajufe