Pauta Nacional

Estado Mínimo: Comissão indica fechamento de subseções judiciárias na Bahia

Depois do rezoneamento na Justiça Eleitoral, que culminou com o aumento das filas nas últimas eleições em vários estados e da otimização das varas de trabalho, que prejudicaram quem depende da justiça especializada para atender suas demandas, agora é a Justiça Federal a nova vítima do enxugamento da máquina, com consequências graves tanto para servidores, já sobrecarregados, como para a sociedade, alvo e destinatária dos serviços, que fica com o acesso à justiça previsto na Constituição, prejudicado.

Na Bahia, estudo de uma comissão formada para tal apontou a extinção de três subseções judiciárias, como informa o Sindjufe/BA, em matéria divulgada pela Fenajufe. O objetivo dos estudos não era aprimorar a prestação, mas tão somente reduzir custos, uma consequência da aprovação, pelo governo Temer, da Emenda 95, que corta e congela gastos sociais por vinte anos. O Sindicato solicitou e aguarda a realização de uma plenária que reúna servidores e magistrados para discutir a questão.

Além disso, o Sindjufe, filiado à Fenajufe tal como o Sintajufe/MA, declara sua posição contrária ao fechamento de qualquer posto de trabalho nos órgãos do Judiciário Federal. A entidade aponta que assuntos dessa natureza e delicadeza precisam ser discutidos com os envolvidos. O sindicato aguarda definição sobre a solciitação de realização da plenária.

O Sintrajufe alerta a categoria para que sigamos vigilantes para que medidas semelhantes obtenham de nós pronta resistência.